Wassily Kandinsky Arte Abstrata

Wassily Kandinsky é um dos precursores da arte abstrata no Ocidente e teve grande importância no Movimento Modernista.
Apresentaremos a biografia, pintores e experiências que influenciaram a vida e obra de Kandinsky.
E, concluindo nosso estudo, veremos a análise de algumas obras de Kandinsky e um resumo com as datas importantes da sua vida.

Biografia

O começo da vida de Kandinsky

Wassily Kandinsky nasceu em Moscou, em 16 de dezembro de 1866.

Aos 5 anos, seus pais se separaram e ele foi morar com a tia em Odessa, na Ucrânia. Pertencendo a família de músicos, estudou música, poesia e pintura.

Aos 20 anos, entrou para faculdade de Direito em Moscou e fez especialização em etnografia em Vologda, interior da Russia.
Participou ativamente de mobilizações políticas contra o czarismo.
Em 1892, assumiu um trabalho na Faculdade de Direito de Moscou e se casou com Anya Chimiakim, sua prima.

Aos 30 anos, abandonou o direito. Sempre mantendo sua formação religiosa cristã ortodoxa, estudou Teosofia,  conheceu a meditação e a cultura chinesa.

Em 1900, foi aceito na Academia de Arte de Munique. Apesar da rigorosidade da academia e da art nouveau ser o estilo que despontava, seus estudos começam a transformar a arte objetiva em subjetiva.

A partir de 1900

Em 1901, Kandinsky fundou a Sociedade Artística Phalanx, que questionava a forma tradicional de fazer arte. Nessa época conheceu artistas como Paul Klee, além de Gabrielle Munter, sua segunda esposa, com quem viajou pela Europa até se fixarem em Murnau, na Baviera, zona rural da Alemanha.

Em 1910, escreveu o livro “Do espiritual na Arte” onde apresenta sua visão estética e espiritualizada da criação, através da teoria de que as cores e formas independem do reconhecimento da figura para transmitir emoção.

Em 1911, junto com Franz Marc e outros artistas, fundou o movimento “Cavaleiro Azul”, que além de exposições, publicou um almanaque com ensaios sobre o abstracionismo, a simbologia e a estética em várias linguagens artísticas.

1ª Guerra Mundial

Em 1914, Franz Marc morre em uma batalha e o grupo Cavaleiro Azul se desfaz.
Em 1915, Kandinsky voltou à Rússia, que nesta época vivenciava o movimento construtivista, baseado em linhas duras, pontos e geometria. Em 1917, casou-se com Nina Andreeviskaya.

Até 1921, se dedicou ao magistério e reformas de museus, além de ter ajudado a criar o Instituto de Cultura Artística e o Museu de Cultura Pictórica em Moscou. Ma,s por discordar de como o Estado passou a interferir na arte, decidiu voltar para Berlim.

Em 1921, é convidado por Walter Gropius a lecionar na Bauhaus, onde desenvolve suas teorias abstracionistas, que estão entre as mais importantes expressões do Modernismo.

Nessa época, além de escrever peças e poemas, escreveu “Ponto e Linha sobre o Plano”, seu segundo grande livro. Com muita visibilidade, faz inúmeras exposições, inclusive Paris em 1929 e 1930.

2ª Guerra Mundial

Em 1933, a Bauhaus é fechada pelos nazistas, apesar de ter seu sistema de ensino inovador reconhecido e utilizado em vários centros de ensino de arte. Kandinsky então se muda definitivamente para a França, onde mantinha um apartamento desde 1930.
Apesar do momento vive uma fase de intensa produção artística, sendo considerado do “trio sagrado” da abstração, junto de Piet Mondrian e Kasimir Malevich.

Em 1936 e 1939 desenvolve duas de suas maiores composições.

Em 1937, junto com outros artistas, participa da “Exposição de Arte Degenerada”, em Munique, tendo 57 obras confiscadas pelos nazistas.

Em 1940 se torna impossível para Kandinsky permanecer na Alemanha e ele decide ir com Nina para os Pireneus e, logo depois, para Neuilly-sur-Seine, onde veio a falecer, em dezembro de 1944 aos 77 anos.

Em 1981, sua viúva, Nina, doou finalmente todas as suas obras ao Museu Nacional de Arte Moderna de Paris.

Em 1984,  uma grande exposição com instrumentos, biblioteca, além de cinquenta e nove quadros, foi exibida no Centre Pompidou de Paris.

Grandes pintores que influenciaram Wassily Kandinsky

Como Claude Monet influenciou Wassily Kandinsky

Claude Monet monte de feno

Exposição Impressionista, Moscou, 1896. Ao ver a obra Monte de Feno, de Monet, observou que o objeto não precisava ser reconhecido. Para ele, a cor, com sua ressonância própria, a iluminação e a forma de pintar poderiam entrar em contato com a alma do observador.

Como Georges Seurat influenciou Wassily Kandinsky

A Ilha de Grande Jatte Georges Seurat 1884

Na obra do pontilhista Georges Seurat, Wassily Kandinsky se impressionou como as cores, formadas na tela através de pontos e traços, se transformavam em sensações reais, como calma e paz.

Como Rembrandt influenciou Wassily Kandinsky

Rembrant

Em visita a Exposição no Museu Hermitage em São Petersburgo, Wassily Kandinsky fica impactado ao perceber como a profundidade, conseguida através da técnica do Claro e Escuro de Rembrandt, cria uma sensação de dimensão temporal .

Experiências que influenciaram Kandinsky

1888 – Concerto Lorengrin de Wagner
Ao som de Wagner, Kandinsky teve uma experiência sinestésica.
O som, a vibração e a intensidade das notas o faziam “ver” as cores e os movimentos. Sentiu que cada cor tem sua ressonância própria.

1911 – Concerto de Arnold Schoenberg
Ficou tão impressionado com o abstracionismo da música tocada por ele que 2 dias depois criou Impressões III.

Estudou Teosofia, conheceu a meditação e a tradição chinesa, de onde leva para as suas teorias o conceito da ressonância interior das cores. Outra grande influência para Kandinsky foi o estudo etnográfico em Vologda.

Na próxima página, vamos ver e analisar algumas das mais importantes obras do artista abstrato Wassily Kandinsky, além de conhecer um pouco mais sobre a sua vida.

Do Espiritual na Arte Livro de Wassily Kandinsky

Do Espiritual na Arte Livro de Wassily Kandinsky
1909 – Escreve o livro “Do espiritual na arte” que publica em 1911.

No livro, Do Espiritual na Arte, escrito em 1909 e publicado em 1911, Kandinsky apresenta sua visão estética e espiritualizada da criação. Para ele a criação na arte deve revelar novos caminhos para o progresso espiritual.
A criação na arte deve ter o sentido messiânico de abrir esses novos caminhos. Era assim que elaborava o abstracionismo.

Almanaque do Movimento “Cavaleiro Azul”

O grupo Cavaleiro Azul defendia o abstracionismo e a autonomia das cores. Declarava acreditar na eficácia simbólica e psicológica da arte abstrata.
O almanaque incluía ensaios sobre a estética na pintura e sobre outras linguagens, como música e textos. Acima de tudo, os artistas que formavam este grupo, queriam demonstrar, com prática e teoria, que a forma na arte é secundária, a questão diz respeito principalmente ao conteúdo.

Almanaque do Movimento "Cavaleiro Azul

O Movimento “Cavaleiro Azul” fundado em 1911 por Kandinsky, Alexej von Jawlensky, Paul Klee, Franz Marc, August Macke e Marianne von Werefkin, tinha orientação espiritualista e na meditação. Com inspiração no expressionismo e no fauvismo, confrontavam o cubismo e propunham uma nova forma de pintar.

Na próxima página veremos e analisaremos importantes obras de Wassily Kandinsky.

https://www.angelalemosatelie.com.br/

https://www.angelalemosatelie.com.br/angelalemoslojavirtual/

Todas as obras de Wassily Kandinsky podem ser vistas neste site.

Você também pode gostar...